Salta navegação

O PRIMEIRO VOO E A MARCA DO REI

João Noronha Lopes nasceu Benfiquista no Alentejo. O pai levou-o ao primeiro jogo na Catedral, um Benfica-Farense, onde viu Eusébio marcar um golo. Não surpreende que essa memória tenha ficado para sempre.

Naquele tempo o Terceiro Anel ainda estava longe da vista mas perto do coração. Mas cada golo que celebrava no estádio tornava maior a vontade repetir a viagem de centenas de quilómetros a cada quinze dias. O que importava eram as vitórias do Benfica celebradas com o pai e o tio, que desde cedo lhe incutiram a vivência da Mística em família.

 

 

 

 

 



O FUTEBOL, SEJA ONDE FOR

Na sua adolescência, entre 1983 e 1984, João viveu nos Estados Unidos, onde aproveitou para praticar futebol. Competiu localmente e desenvolveu um conhecimento mais profundo da realidade dentro de campo.

O futebol permaneceu como uma paixão, dentro e fora do relvado. Desde que iniciou a sua vida profissional, por mais trabalho que tenha, há sempre tempo para uma partida de futebol.

 

UMA FAMÍLIA BENFIQUISTA

João Noronha Lopes é casado e pai de 4 filhos, todos Benfiquistas como não poderia deixar de ser. Esta autêntica família benfiquista trata a Luz como uma segunda casa. Tem morada fixa nos respectivos lugares cativos e pratica um amor incondicional, celebrado a cada presença no estádio.

Mas não se fica por aí. Muitas das viagens em família organizam-se em função de onde o Benfica irá jogar e esse foi, durante os anos em que viveu fora do país, um tema da maior importância para a família Noronha Lopes sempre que o Benfica jogava. A distância não interessa quando a paixão fala mais alto. Há sempre lugares reservados na bancada para todos. 

 

 

 

 

 

PELO BENFICA, TUDO

Quando o Benfica corria mais perigo, João Noronha Lopes não faltou à chamada e participou de forma decisiva: incentivou Manuel Vilarinho a candidatar-se - como diz o próprio neste vídeo -  e, enquanto Vice-Presidente, ajudou a recuperar o clube e a prepará-lo para novos voos. 

Hoje, quase vinte anos mais tarde, volta a responder à chamada num momento decisivo para a vida do Benfica.

 

UMA CARREIRA FOGUETÃO

João Noronha Lopes iniciou-se na advocacia, tendo trabalhado em dois escritórios diferentes, um dos quais co-fundou. Entrou para a McDonald’s em 2000 e em apenas dois anos tornou-se o CEO da empresa em Portugal.

De seguida, tornou-se responsável pelo sul da Europa e Vice-Presidente em França. Anos mais tarde, passou a Vice-Presidente da Europa, supervisionando operações em 36 países.

 

 

 

 

Em 2013, foi galardoado com o prémio Best International Leader Award, que distingue o melhor líder português a nível internacional.

Ambicioso e determinado, voou ainda mais alto na empresa ao tornar-se chefe mundial do franchising da McDonald’s.

Era esse o seu cargo quando, em 2016, liderou a maior transação de sempre do negócio da restauração na Ásia: a venda de 2.600 restaurantes na China e Hong Kong, que foi uma operação de sucesso, no valor de 2,1 biliões de dólares.

HISTÓRIAS E MEMÓRIAS À BENFICA

 

Para João Noronha Lopes, ser Benfiquista e viver a Mística é gostar do Benfica quando ganha e gostar ainda mais quando perde.

Foi o seu pai que o confortou na derrota na final da Taça UEFA com o Anderlecht e, anos mais tarde, foi João quem consolou os seus filhos em Amesterdão, na final da Liga Europa com o Chelsea.

 

None

 

 



Celebrou títulos no Marquês. Celebrou à chuva no Jamor. Celebrou quando viveu em Paris, festejando as vitórias e chorando as derrotas como se estivesse no Estádio da Luz, acompanhado dos muitos emigrantes que representam o Benfica no mundo. 

Já percorreu meio mundo para apoiar o Benfica e está pronto para muitos mais Away Days. Seja onde for!

 

VOAR BEM ALTO NA EUROPA

A vasta experiência internacional de João Noronha Lopes permitiu-lhe consolidar as suas competências para lutar por um Benfica Europeu. Durante a sua passagem pela liderança da McDonald’s lidou diretamente com a UEFA, pelo que sabe como se voa alto na Europa e é isso que quer para o Benfica.

 

 



Também já fez parte de memórias que ficam para a história com os craques: como aquela campanha do Euro2004, em que o nosso craque Nuno Gomes pagava os Big Macs com golos. 

POR UM BENFICA DE VOOS MAIS ALTOS

Agora, João Noronha Lopes apresenta-se a votos para ser o 34º Presidente: por uma mudança de ciclo que permita ao Benfica sonhar mais alto, deixar tudo em campo e nos pavilhões, com uma vontade e uma ambição à medida dos Benfiquistas: um Benfica que voa mais alto.

 



Reconhece o trabalho já feito pelo atual Presidente, mas todos os ciclos têm um fim e este modelo já deu provas suficientes de que está esgotado, à custa do insucesso do nosso Clube. Tornou-se evidente que chegámos ao fim de um ciclo, onde a ação de um homem só nos prendeu as asas e nos impediu de voar.

Com João Noronha Lopes, teremos inovação na liderança, capacidade de gestão, ambição à altura da nossa história, estratégia com visão, competência provada e sucesso.

Com João Noronha Lopes, vamos voar mais alto!

Junta-te à mudança